Segurança da Informação

Segurança da Informação

A segurança da informação é coisa séria, não relegue a segurança de seus dados a segundo plano. Deixe que nós da Informa Tecnologia cuidemos de sua informação.

Os sistemas de TI de sua empresa estão expostos a inúmeros riscos, não apenas os relacionados vírus e cavalos de Troia, que atraem grande atenção da mídia; a perda de dados em ataques de espionagem industrial ou até mesmo funcionários que deixam a empresa e levam com eles informações comerciais sigilosas ocorrem com uma grande frequência. As perdas de conhecimento não envolvem somente empresas de alta tecnologia ou a indústria bélica.
Todas as empresas ficam em desvantagem competitiva quando dados de clientes ou condições de compra e venda chegam às mãos da concorrência. Além disso, dados pessoais de funcionários ou contratos de trabalho não podem ser divulgados publicamente.

Conheça um pouco mais sobre Backup

Em informática, cópia de segurança (em inglês: backup) é a cópia de dados de um dispositivo de armazenamento a outro para que possam ser restaurados em caso da perda dos dados originais, o que pode envolver apagamentos acidentais ou corrupção de dados.

Meios difundidos de cópias de segurança incluem CD-ROM, DVD, disco rígido, disco rígido externo (compatíveis com USB), fitas magnéticas e a cópia de segurança externa (online). Esta transporta os dados por uma rede como a Internet para outro ambiente, geralmente para equipamentos mais sofisticados, de grande porte e alta segurança. Outra forma pouco difundida de cópia de segurança é feita via rede. Na própria rede local de computadores, o administrador ou o responsável pela cópia de segurança grava os dados em um formato de arquivo, processa e distribui as partes constituintes da cópia nos computadores da rede, de forma segura (arquivos são protegidos), criptografada (para não haver extração ou acesso aos dados na forma original) e oculta (na maioria das vezes o arquivo é ocultado).

Cópias de segurança são geralmente confundidas com arquivos e sistemas tolerantes a falhas. Diferem de arquivos pois enquanto arquivos são cópias primárias dos dados, cópias de segurança são cópias secundárias dos dados. Diferem de sistemas tolerantes a falhas pois cópias de segurança assumem que a falha causará a perda dos dados, enquanto sistemas tolerantes a falhas assumem que a falha não causará.

As cópias de segurança devem obedecer vários parâmetros, tais como: o tempo de execução, a periodicidade, a quantidade de exemplares das cópias armazenadas, o tempo que as cópias devem ser mantidas, a capacidade de armazenamento, o método de rotatividade entre os dispositivos, a compressão e criptografia dos dados. Assim, a velocidade de execução da cópia deve ser aumentada tanto quanto possível para que o grau de interferência desse procedimento nos serviços seja mínimo. A periodicidade deve ser analisada em função da quantidade de dados alterados na organização, no entanto se o volume de dados for elevado, as cópias devem ser diárias. Deve-se estabelecer um horário para realização da cópia, conforme a laboração da organização, devendo ser preferencialmente noturno. Para uma fácil localização, a cópia deve ser guardada por data e categoria, em local seguro.

Quer saber mais, fale conosco

Ligue para (31) 34878862 ou preencha o formulário abaixo:

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Assunto

Sua mensagem

Sobre o Autor

Informa Tecnologia administrator